quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Terceiro Livro

Caros leitores, com o sucesso alcançado com os meus primeiros livros: "Alcaçuz e Anis" de 2008 e "Magnífico Azul" de 2014, resolvi agora em 2016 lançar o meu terceiro livro.
Aguardem.

sábado, 19 de dezembro de 2015

O novo a cada página

Está chegando mais um Natal.
Dê livros de presente nesse final de ano.
Incentive a leitura.
Leia mais.
Troque o celular por um bom livro.
Divirta-se.
Leia Alcaçuz e Anis.
Um mundo novo
A cada virar de página.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Alcaçuz e Anis - Sinopse

Começo com um pedaço do paraíso, ultrapasso algumas barreiras, com tenacidade conto um caso na telinha que mais parece um pandemônio, passo pelo carnaval com a alma vazia e num instante de ludismo brilho na cor pois aparece uma mulher que gosta de goiaba e não quer sair do meu papel, com harmonia tento conter a tentação maluca escrevendo com tinta preta em andanças e até pesadelos, sonho com um craque da bola, com reunião de cores, uma queda vista que não saiu do zero, lembro de uma perda, afogo as mágoas na boemia vendo paisagens murchas, acho defeito num conserto e vejo um colega do garimpo partir, ah!, décadas amargas, faço planos, passo por Boituva, vejo chapéus estranhos numa rodoviária, o tempo se fecha e logo após tenho um momento sublime ao ver uma vendedora morena que foi se chegando como num baile, que nada, de manhã, descobertas que não se confirmaram, quando dei por mim, já era horário de verão e olhando pela janela vi um craque da vila e uma morena que ocultava os mundos, procurei sossego, voltei para o sofá, peão da vida, fecha-pagode, vida-dura, lembrei das loiras e da chuva do caju que não veio, à noite dancei, condições humanas e com os caminhos fechados voltei ao carnaval com a Vila Isabel, depois, numa fração de minuto lembrei-me de casa e, sem o som de um berrante, contentei-me com um chicle de alcaçuz e anis.

domingo, 18 de janeiro de 2015

Música boa pela manhã

Hoje acordei com ouvidos para música clássica. Acordei meu filho que comeu um pedaço de fruta e voltou a dormir, nem reclamou da música. Deixa estar, é domingo. Busquei pão, dei trocados a um pedinte que cantava alto na porta da padaria, tomei café com a esposa, fizemos alguns planos para o ano que se inicia, depois aumentei o volume da música.
A música é um privilégio.

Magnífico Azul

Saiu em outubro de 2014 o livro "Magnífico Azul". Meu segundo livro de poesias.
Tenho divulgado os dois nas redes sociais.
Ainda não consegui adquirir alguns exemplares para venda e distribuição.
Vida de escritor não é nada fácil.
Não me abalo.
A vida é muito bela e sempre terei olhos para debulhá-la em versos.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Magnífico Azul

Está para sair pela Editora Biblioteca 24 Horas, meu segundo livro "Magnífico Azul".

Estamos trabalhando a capa.

O miolo já está definido e revisado.

Aguardem.